• Mamífero recém-descoberto já corre risco de extinção

    14 / 10 / 2010 - Comente essa matéria - Em: Ciência e Tecnologia, Cultura e Educação

    • Compartilhar

    vontsiradedurrel_345

    Biólogos que trabalham em Madagascar encontraram nesta segunda-feira (11), uma nove espécie de mamífero. O animal estava nadando no Lago Alaotra e é a primeira descoberta em 24 anos. A criatura tem tamanho de um gato e lembra um mangoose, segundo John Fa, diretor da Conservation Sience da Durrel Wildlife Conservation Trust, do Reino Unido.

    saibamais

    Apelidado de “vontsira de Durrel” em homenagem ao conservacionista Gerald Durrel, o novo carnívoro é um achado especialmente raro. De acordo com Fa, a probabilidade de se encontrar um herbívoro é sempre muito maior porque eles existem em maior número. Os carnívoros são muito mais especializados e são encontrados normalmente em baixas densidades.

    Apresentado em setembro, no jornal Systematics and Biodiversity, o “vontsira de Durrel” foi descoberto por pesquisadores da Durrell Wildlife Conservation Trust, do Museu de História Natural de Londres, Herança Natural em Jersey e Conservação Internacional.

    Desde 2004 os cientistas marcaram apenas quatro “vontsiras de Durrell”, incluindo este, que foi retratado em Madagascar. Dois foram capturados e os outros foram somente fotografados. Fa e seus colegas vêm trabalhando há anos nos arredores do Lago Alaotra e nunca escutaram alguém dizer algo sobre essa espécie de mamífero. Por isso, os pesquisadores se surpreenderam ao ver o animal nadando.

    A espécie assemelha-se ao “vontsira-de-cauda-marrom”, encontrado nas florestas orientais tropicais de Madagascar a cerca de 50 km de distância. Os dentes desta nova espécie parecem bem mais robustos e existem algumas diferenças em suas patas que podem ser adaptações por viverem perto das águas. “Pela dentição nós pensamos que eles se alimentam de moluscos e crustáceos”, disse Fa.

    A nova espécie foi descoberta perto de onde o último animal havia sido visto, em 1989. A ave aquática nunca foi vista em outro país e foi declarada oficialmente extinta em abril. A Alaotra grebe foi a última espécie declarada extinta no mundo disse Frank Hawkins do Conservation International e co-autor do estudo que descreve o “vontsira de Durrel”. “Dentro dos 50 metros de onde o colimbo foi visto pela última vez, descobrimos outra criatura que não era conhecida pela ciência”.

    Cientistas navegaram pelo Lago de Alaotra em busca da recém-descoberta, mas a espécie de mamífero carnívoro nativo de Madagascar era raramente vista. Apesar de terem sido encontrados há pouco tempo, a criatura já pode estar ameaçada, conforme explicado por Hawkins. O pesquisador crê que seja difícil encontrar mais de 50 deles fora dali. O habitat do animal em Madagascar está sendo gradualmente dizimado pela agricultura.

    Ao longo dos últimos 20 anos as áreas de pântano estão declinando por causa do cultivo de arroz. Cientistas suspeitam que espécies invasoras, como o peixe snakehead, nativo da Ásia, podem representar uma ameaça. “Quem sabe se o peixe realmente tem ou não um impacto sobre os mamíferos no lago, mas certamente estas espécies exóticas são algo a ser levado em consideração”, disse Fa.

    (Exame)